Voltar para Home

Tem 2 anos? Já pode tomar leite!

A partir dessa idade, as crianças estão liberadas para beber dois copos por dia para garantir a quantidade necessária de cálcio e de proteínas

divisoria

A regra é clara: até os dois anos, o único leite que as crianças devem tomar é o da mãe (ou fórmulas especiais, quando não podem ser amamentadas). Mas, depois dessa idade, o leite de vaca está liberado para fazer parte da alimentação infantil, desde que a criança não tenha manifestado alergia ou intolerância. “Após os 2 anos de idade, os pais já podem oferecer o leite integral aos filhos tranquilamente, pois seus intestinos já estarão desenvolvidos e prontos para receber esse alimento”, afirma a nutricionista Bárbara Peters, pesquisadora da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo.

Atualmente, a recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria é a de oferecer, em média, 600 ml de leite de vaca por dia para as crianças. Assim dá para manter um consumo apropriado de cálcio para a formação adequada da massa óssea e para prevenir a osteoporose na vida adulta.

Quanto aos outros nutrientes, a entidade aponta que o leite pode ser fortificado com ferro ou vitamina A. “Após os dois anos, não há necessidade de o leite ser fortificado com ferro e vitamina A, desde que a criança tenha uma alimentação saudável e balanceada”, pondera Bárbara.

Ao apresentar um novo alimento à criança, os pais devem ficar atentos para saber se ele causará reações indesejáveis. Afinal, só após o contato com o leite de vaca será possível descobrir se seu filho tem intolerância à lactose ou alergia à proteína desse leite. Alguns sintomas são diarreia, vômito, falta de ar e erupções cutâneas logo após a ingestão de leite, aponta a nutricionista. “Caso a criança apresente um desses sintomas, deve-se procurar o pediatra para fazer o diagnóstico clínico e laboratorial.”

Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, as crianças podem apresentar intolerância à lactose por volta dos 2 ou 3 anos de idade, como consequência da redução da lactase, a enzima responsável por digerir a lactose. Nesse caso, a recomendação da entidade é oferecer menores volumes de leite ou leite e derivados com baixo teor de lactose. Afinal, manter o leite na dieta é importante para garantir boas fontes de cálcio, fósforo e vitamina A.

news_idade

VEJA TAMBÉM:

Next Post

Previous Post